domingo, 19 de dezembro de 2010

Aos poucos eu percebi...



Que se apaixonar é inevitável, e que as melhores provas de amor são as mais simples. Um dia percebemos que o comum não nos atrai, e que ser classificado como bonzinho não é bom. Um dia percebemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você. Um dia saberemos a importância da frase: "Você se torna eternamente responsável por aquilo que cativa". Um dia percebemos que somos muito importante para alguém, e que não damos valor a isso! Que homem de verdade não é aquele que tem mil mulheres, mas aquele que consegue fazer uma única mulher feliz! Enfim... um dia descobrimos que apesar de viver quase um século, esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer tudo o que tem de ser dito. O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas as nossas loucuras!

Mario Quintana

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

O que é perfeito?

Perfeito pode ser um choro, ou um sorriso.
Perfeito pode ser viajar, ou ficar em casa.
Perfeito pode ser um momento, ou uma vida inteira.
Pode ser um beijo, um amor de muitos anos.
Perfeito sempre é o seu.
É o que não é esperado, ou o que é muito esperado.
Perfeito é a forma que dura muito, ou a que não dura nada.
É o que você vê, ou o que não vê.
Perfeito pode ser ensaiado, ou improvisado.
Pode ser o doce, ou pode ser salgado.
Perfeito pode ser uma palavra, ou um número.
Perfeito é tudo aquilo que nos faz bem e que sem saber porquê, a gente reconhece na hora...

Esse texto tirei de um blog, mas nao citava o nome do autor. Eu particularmente, achei lindo e decidi compartilhá-lo com vocês caros leitores :)

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Fail Castle

Você costumava equilibrar as peças do nosso castelinho aleatoriamente
e eu ate achava graça do modo como você tinha esse dom de conseguir empilhar tudo sem deixar cair.
Pena que depois de um tempo algumas peças foram se perdendo pelo caminho, peças importantes que serviam para sustentar o castelo todo.
Ate que finalmente caiu, infelizmente você as deixou cair.
E o que restou?
Uma pilha de peças incompletas!
Você propôs que eu te ajudasse a empilhar tudo novamente, mas eu avisei que daquele jeito cairia, você insistiu mais uma vez e o que aconteceu? ele caiu novamente...
A diferença é que não é um castelo, um lego que voce pode refazer se errar, a diferença é que esse castelo era a minha vida.
E a vida tem tempo, há limites,não se pode viver errando, saber que está errado e não fazer nada para acertar.
Você achou que eu não fosse capaz o bastante pra fazer você parar de brincar com a minha.
Mas agora eu tenho a minha própria vida, e eu sou mais forte do que você possa imaginar.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Plus do dia feliz

Foi nesse feriado, 2 de novembro
E que dia maravilhoso!
Aquele que me fez sorrir, onde pude jogar conversa fora, tomar chimarrão, tirar fotos pra registrar o momento,
Dia este em que estive rodeada de pessoas bacanas.
Foi um plus de um dia feliz tal como o que ja havia tido anteriormente.
Tão feliz, que na hora de dormir fiquei relembrando cada momento
Cada palavra, gesto,rostos, tudo, e sorria :)

Algumas pictures do dia:A vaquinha do trem xD

Minha amiga de anos, a Ritinha ( a amiga do post aqui debaixo eheuhe que eu gosto muito) e meu amigo Doug pelo pouco que conheço ja o admiro e tenho um carinho especial :)

Aí estavamos cansados a lot :P


P.S.:Espero que tenham gostado do meu post de hoje, decidi compartilhar esse dia feliz com voces. Desejo que todos tenham dias felizes e bons momentos para recordar, ótima semaninha pessoal, um grande beijoo : *


terça-feira, 2 de novembro de 2010

My Friends *-*

“AMIGOS SÃO ANJOS QUE LEVANTAM NOSSOS PÉS QUANDO NOSSAS PRÓPRIAS ASAS SE ESQUECEM DE VOAR”

Hoje fui ao parque com uma amiga minha, há tempos que não tinha tempo para meus amigos, e como isso andava me fazendo mal, me fazendo perder aquela essência.

E vivendo tempos de solidão terríveis.

Hoje foi um dia muito feliz, o tempo ajudou, o sol estava radiante.

Conversas, tiramos fotos, assuntos diversos e lembranças de quando éramos adolescentes, da época que íamos na Redenção, com nossas meias ate os joelhos, spyke,roupas pretas e all star empoeirado, xD

De inúmeras façanhas, lugares, shows, das atitudes inusitadas que cometíamos. E cara como é bom recordar, rir de momentos que deixaram saudade, e que jamais sairão da memória.

Como é bom ter um amigo, e que por mais que vocês deixem de se falar, jamais um vai esquecer do outro.E quando tornar a vê-lo a amizade vai permanecer intacta, como se vocês permanecessem juntos e não tivessem se afastado um dia sequer.

Eu me lembro de um trecho de uma música de minha infância/adolescência que traduz muitas das coisas que eu disse, ou que acabei não descrevendo como um todo.

Não há memória onde não apareçam
E nem lembranças em que elas não estejam
Tanto nos dias tristes e felizes
Foi com elas que eu ri e chorei

Se estou longe as sinto por perto
Nunca ninguém vai nos separar
Elas guardam todos os meus segredos
É um tesouro a nossa amizade...”

P.S.: Hoje não é dia nacional do amigo, mas gostaria de deixar registrado esse dia e meu devaneio em meio a esse assunto. Amigos aqueles, que, estão sempre presentes em nossas vidas, longe ou perto, virtuais ou reais, passados ou presentes, naquele em q você pensa todos os dias e que deseja que esteja bem. Não importa a distancia, não importa o dia, nem a quantidade. O que realmente importa, é a qualidade de uma amizade, e você saber preservá-la, dar valor aos sentimentos porque esse é o maior tesouro, os sentimentos q você oferece é o bem mais precioso e que dinheiro nenhum pode comprar.

Uma boa noite, e uma excelente semana meus amigos, amigos leitores e seguidores, amigos visitantes, sintam-se à vontade pra retornar sempre que quiserem, pois este blog também é de todos vocês!

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Senhorita Liberdade


Seria mais fácil se ela não tivesse suspirado tão forte, e deixado escapar tanta tristeza. Aquilo deixou tudo em evidência, ele percebeu. Era o fim dos dois, e o começo dela. Dessa vez, a cinderela ficaria além da meia noite – muito além. O último abraço foi tão difícil quanto o primeiro; não sentir nunca mais aquele perfume tão de perto parecia tão amedrontador quando senti-lo para sempre. Ela arriscou.

Enquanto ela o deixava para trás, sentia o assopro da liberdade. Aquele vento que ao mesmo tempo a fazia protagonista de um filme americano qualquer, a fazia tremer de frio – era medo - desesperadamente. Era uma extrema vontade de voar céu acima, com um medo de cair no chão inferno abaixo. Seja como for, já estava feito. Ela sobreviveria à falta de oxigênio e ao calor, ela era forte. Uma garota em busca da felicidade.

Atravessar a rua nunca foi tão difícil. Eu diria que naquele momento, ela era uma placa de transito, daquelas que todos os motoristas são obrigados a olhar: Não vire, não ande rápido, não bata. Ela tinha acabado de cometer um acidente, e ao mesmo tempo de salvar uma vida. A sua.

By Bruna Vieira

domingo, 31 de outubro de 2010

Smile Like You Mean It

terça-feira, 19 de outubro de 2010

I can't fight this feeling any longer


I can't fight this feeling anymore
And yet I'm still afraid to let it flow
What started out as friendship has grown stronger
I only wish I had the strength to let it show
I tell myself that I can't hold out forever
I say there is no reason for my fear
'Coz I feel so secure when we're together
You give my life direction, you make everything so clear
And ever as I wander I'm keeping you in sight
You're a candle in the window on a cold dark winter's night
And I'm getting closer than I every thought I might

I can't fight this feeling anymore -Reo Speedwagon

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Clariceando

Já escondi um amor com medo de perdê-lo, já perdi um amor por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso.
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra sempre!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer:
- E daí? EU ADORO VOAR!

Clarice Lispector

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Um vício chamado Supernatural

"Carry on my wayward son
There'll be peace when you are done
Lay your weary head to rest
Don't you cry no more..."


Cheguei a mais um final de temporada de supernatural, um dos meus vícios. Chorei, me impressionei, me assustei, simplesmente a melhor serie que ja assisti, em todo final de temporada dá um sentimento, agora deixou saudade. A 5ª temporada foi fascinante, eu via 4 episodios seguidos, um atras do outro, ate q cheguei ao final do episodio 22, queria ver mais, é viciante! A história dos irmãos sempre unidos, e um tentando sempre salvar o outro de apuros. O fraco deles sempre sendo a família. Dean e Sam, muitas saudades!
P.S.: Não consigo parar de escutar essa música *-*

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Leather and Lace

Sometimes I'm a strong woman
Sometimes cold and scared
And sometimes I cry

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Vulnerable

Just wait around and see
Maybe I am much more; you never know what lies ahead
I promise I can be anyone, I can be anything
Just because you were hurt doesn't mean you shouldn't bleed
I can be anyone, anything, I promise I can be what you need

terça-feira, 24 de agosto de 2010

"All the things i would have done, but clouds got in my way"

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Dois Corações e uma História

No meio da conversa, de um caso terminando,
um fala e o outro escuta e os olhos vão chorando,
a lógica de tudo é o desamor que chega
depois que um descobre que o outro não se entrega...
Quem vai sair arruma as coisas põe na mala,
enquanto o outro fuma um cigarro na sala,
e o coração palhaço, começa a bater forte,
quem fica não deseja que o outro tenha sorte...

E longe um do outro, a vida é toda errada,
o homem não se importa com a roupa amarrotada,
e a mulher em crise, quantas vezes chora
a dor de ter perdido um grande amor que foi embora...

Mas quando vem a volta, o homem se arruma,
faz barba, lava o carro, se banha se perfuma,
e liga pro amigo que tanto lhe deu força,
e jura nunca mais vai perder essa moça,
e a mulher se abraça à mãe diz obrigado
e põe aquela roupa que agrada o seu amado,
e passa a tarde toda cuidando da beleza,
jantar à luz de velas e amor de sobremesa...

E perto um do outro, a vida é diferente
a solidão dá espaço ao amor que estava ausente,
quem olha não tem jeito de duvidar agora
da força da paixão que tem
Dois corações e uma história...
Composição: Carlos Randall/Danimar



sábado, 14 de agosto de 2010

Você já ficou sem ar?


Tal
como em um pesadelo querer gritar e não sair a voz.
Uma agonia tremenda percorrendo por todos os caminhos de seu corpo.
É estranho, às vezes me sinto assim...
Não queria sentir, mas sinto, é involuntário. Ou situações ao redor que te puxam para esse estado de transe. Bloquinhos que não se encaixam, coisas ilógicas, tudo do avesso.
O engraçado também é você estar assim, e de repente vem uma sensação de tal como um médico tentando usar o desfibrilador em um paciente desacordado.
E ae você acorda
.
Aparentemente parece que tudo voltou ao normal, mas como foi um despertar um tanto provocado, acaba deixando marcas, mesmo sendo um alguém tentando te tirar daquele sono profundo.
Sua percepção muda, seu olhar muda, você é o mesmo, só que começa a ver de um ângulo diferente do que olhava o seu mundo exterior.
Não sei se isso é notório para as pessoas que estavam à sua volta. Mas isso causa uma mudancinha em nós.
E como o 'ar' que respiramos é importante, dependendo do lugar, das pessoas, você acaba voltando ao sono profundo, à esse estado de transe até que alguém venha estalar os dedos pra você acordar.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Breaking Dawn...

Para renascer sempre, olhe tudo ao seu redor com muito amor.
Ame o sol porque ele te aquece e também a chuva porque purifica o espírito.
Ame a luz, porque te ilumina o caminho e a escuridão que te permite ver as estrelas.

Saiba receber a felicidade, pois ela engrandece o seu coração para que possa melhor compreender a tristeza.
Assim, os prêmios que a vida lhe proporciona, serão a recompensa por saber como bem viver.

By
Stephenie Meyer.

domingo, 8 de agosto de 2010

Parabéns Papai!!

Uau quanto tempo não aparecia!!!! (E haja exclamação pra isso rsrs)
Estive tão envolvida em outras coisas nos últimos tempos que nem tive tempo para passar por aqui.
Hoje como dia dos pais, nao poderia deixar passar em branco não é mesmo.
Passo aqui pra dar um oi para meus leitores e deixar algumas palavrinhas deixando registrado esse dia tão especial de hoje!

Antes de mais nada, gostaria de agradecer pelo excelente dia que tive, pelo churrasquinho saboroso que meu pai preparou rsr.
Agradecer a meu pai por ele ter me ensinado muitas coisas de suma importância que foram cruciais para eu me tornar uma pessoa de bom carater e moral.
Por ter me visto nascer!(sim ele acompanhou o parto da maãae!!!)
Por ter me ajudado nos cálculos matemáticos que eu achava monstruosos.
Teve uma vez que quando era bem pequena ele tentou me ensinar a dirigir, eu quase bati no poste, mas tudo bem rsr (depois não lembro dele tentando novamente)
Mas depois disso, eu lembro dele me ensinando a andar de bicicleta e essa tarefa foi completada com êxito, e nem precisei muito das rodinhas de apoio. Fiquei muito feliz!
Pelas barbies que ele trazia de cada viagem pra mim.
Por ele ter a aptidão de sempre conseguir consertar as coisas.
Meu pai é muito inteligente!
Meu pai tem caráter, é forte, e minha mãe sempre diz que ele fala com o olhar na maioria das vezes, e eu acho que é verdade viu.
Meu pai é único, meu pai é meu pai, é uma mistura de Einstein com Chuck norris e com alguns heróis de história em quadrinhos, e com uma pitadinha de mistério.
Agradeço à Deus por ter me colocado nessa família, e por ter um bom pai!
Parabéns pai pelo teu dia! E parabéns à todos os pais, à todas as mãe que são pais, tias , irmãos, enfim que também fazem papel de pai na vida de alguém.

Um abraço gigatesco e apertado em você Paii!!!

domingo, 4 de julho de 2010

Abra uma porta...


Abra uma porta qualquer da vida e siga.
Abra um abraço deixando de ser carente.
Entre tantos outros dias que chovia você desanimou e parou.
Abra o guarda-chuva, ou melhor, ande pela chuva.

Saia correndo contra o vento e ouça o que ele te diz
Mesmo que te sufoque o nariz
Não reclame do tempo por que ele muda, mas você também.

Não vire as costas e desista por que amanha você ira acordar.
Desafia esses obstáculos, pois eles se alicerçam a cada momento.
Abra seu sorriso que pode modificar as circunstâncias.

Entendam que tantos são tantas e nada é igual
Mas a sua diferença é que recria o mundo

Faça do seu dia o melhor possível, obstáculos foram feitos para serem vencidos
O tempo às vezes custa a passar, mas saberemos amanha que o ontem já foi.

Entenda que essa pode ser a diferença do teu sorriso
Isso nos da força para continuar.

Sorria, hoje e tente ser feliz
Não deixe que a vida custe caro.
Não deixe que a luz se apague.

Abra uma oportunidade de reconquistar e superar
Abra o coração e consciência que na sua frente, existe o tempo.

Abra então uma porta qualquer da vida e siga
Abra o sorriso que deixa de ser carente
Abra seus braços num abraço feliz e recomece mesmo achando
Que ainda é o fim.

Corra na direção da felicidade.
Mesmo que te digam que o caminho é outro.
Não existe contra mão. Certezas do coração.
Não aceite, não resista, insista.
Por que a porta que procura é a da vida
E ela ainda pode estar aberta.

By Edson Rufo.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

É big é big...é hora é hora é hora...


EEE voltei meus leitores e seguidores tbmm!
Hoje é meu aniverário e cá estou confabulando comigo mesma rsr
Neste dia tão especial e aguardado de cada ano. Cada ano é diferente! Se comemora diferentemente.
Certas vezes recebemos o parabéns de alguém que nem esperávamos, e nos surpreendemos tanto porque tal pessoa lembrou.
E também o abraço carinhoso de cada membro da família que já era esperado, ou aquela surpresinha q nos deixa radiante!

Hoje sou diferente de ontem, e a cada dia me transformo.
Quando necessário me guardo dentro de minha conchinha pra repensar em certas coisas ou me preservar de certos acontecimentos, sou assim uma canceriana camaleoa :)

Hoje nos meus 2.2 vejo quanta coisa já passou, e quanta coisa já fiz ate o momento, e o que estou preparando para o futuro, e os acontecimentos que ainda virão, eu sei que minha bagagem ainda nao está lotada, mas ela tem o peso certo que eu preciso para que eu conquiste o que eu quero daqui em diante a partir dessa fase da minha vida.
E cada tempo que passa eu adiciono mais coisas na minha 'maleta', afinal tudo tem seu tempo certo. E é nisso que acredito.
Agradeço a meu Deus por todos os dias de minha vida, por ter idéias e coerência nas palavras para me expressar,ou até mesmo idéias para outros aparentemente insanas, e para as inspirações que me surgem, por eu ser uma boa pessoa, por eu ter nascido numa excelente família, ter saúde, e que sempre tenha para continuar seguindo em frente!
Hoje radiante e feliz por ser quem eu sou,por ter pessoas importantes em minha vida, e por ser importante para muitas, por ter consciência disso ter mais vontade de continuar buscando o melhor!
EEE Parabéns pra mim!!Me desejo então um feliz aniversário, e obrigada à todos que participam e/ou já participaram desse momento e pelas pessoas que conheci, pelos amigos que fizeram e fazem parte da minha vida!

domingo, 13 de junho de 2010

Se for preciso...



Eu correrei riscos só pra participar daquele momento,
Se for preciso eu vou rir para não chorar,
Se for preciso eu vou beijar pra esquecer,
Se for preciso eu amarei alguém que nunca irá me amar,
Se for preciso eu vou quebrar a cara pra aprender,
Eu farei tudo isso para me sentir realizada,
Pra ser feliz e poder dizer que corri atrás da minha felicidade
e que o preço a pagar pode ser caro mas não tem nada que vale mais do que os momentos que passei. Isso vale muito mais do que qualquer coisa.

Mariana Rangel

domingo, 30 de maio de 2010

:O Uahhh



Aiii agora estou exausta!!!
Estava nos preparativos pra festa de 2 anos do meu sobrinho Pedro Henrique, vulgo "Pêpe" rsrs...
E era balão q não acabava mais, ainda bem q o pai tem aquela maquininha de enxer, mas o barulho é infernal.
Exausta porque acordei cedo pra ver o treino da F1 hehe,e também pra colocar ordem na casa... droga e não marquei nenhum pontinho no campeonato da f1 e ainda cai uma posição e estou em 5º lugar! ¬¬ aff
Mas já passam das 2 da madrugada e eu ainda estou aqui enxendo o blog de caracteres, com vontade de escrever e o sono pegando e meu subconsciente dizendo "Vai dormir Luanaaa"!!! Meus olhos estão começando a pesar agora, e vou querer acordar pra ver o gp da Turquia *.* vai ser dificil acordar...mas estarei lá como sempre estive. Ouvindo a narração e o secômetro do galvão secando Deus e o mundo, e torcendo para que o alonsinho vá no muro (bleh).
Mas é isso pessoal, eu vou me retirando, como diz minha vó: "vou me recostar no meu aposento" (rsrs)
Um beijo à todos e um bom final de semana!!!

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Pertencer



Um amigo meu, médico, assegurou-me que desde o berço a criança sente o ambiente, a criança quer: nela o ser humano, no berço mesmo, já começou.

Tenho certeza de que no berço a minha primeira vontade foi a de pertencer.
Por motivos que aqui não importam, eu de algum modo devia estar sentindo que não pertencia a nada e a ninguém. Nasci de graça.


Se no berço experimentei esta fome humana, ela continua a me acompanhar pela vida afora, como se fosse um destino.

A ponto de meu coração se contrair de inveja e desejo quando vejo uma freira: ela pertence a Deus.


Exatamente porque é tão forte em mim a fome de me dar a algo ou a alguém, é que me tornei bastante arisca: tenho medo de revelar de quanto preciso e de como sou pobre.
Sou, sim. Muito pobre. Só tenho um corpo e uma alma.
E preciso de mais do que isso.


Com o tempo, sobretudo os últimos anos, perdi o jeito de ser gente. Não sei mais como se é. E uma espécie toda nova de "solidão de não pertencer" começou a me invadir como heras num muro.

Se meu desejo mais antigo é o de pertencer, por que então nunca fiz parte de clubes ou de associações? Porque não é isso que eu chamo de pertencer.

O que eu queria, e não posso, é por exemplo que tudo o que me viesse de bom de dentro de mim eu pudesse dar àquilo que eu pertenço.
Mesmo minhas alegrias, como são solitárias às vezes.
E uma alegria solitária pode se tornar patética. É como ficar com um presente todo embrulhado em papel enfeitado de presente nas mãos - e não ter a quem dizer: tome, é seu, abra-o! Não querendo me ver em situações patéticas e, por uma espécie de contenção, evitando o tom de tragédia, raramente embrulho com papel de presente os meus sentimentos.


Pertencer não vem apenas de ser fraca e precisar unir-se a algo ou a alguém mais forte. Muitas vezes a vontade intensa de pertencer vem em mim de minha própria força - eu quero pertencer para que minha força não seja inútil e fortifique uma pessoa ou uma coisa.

Quase consigo me visualizar no berço, quase consigo reproduzir em mim a vaga e no entanto premente sensação de precisar pertencer. Por motivos que nem minha mãe nem meu pai podiam controlar, eu nasci e fiquei apenas: nascida.

No entanto fui preparada para ser dada à luz de um modo tão bonito. Minha mãe já estava doente, e, por uma superstição bastante espalhada, acreditava-se que ter um filho curava uma mulher de uma doença. Então fui deliberadamente criada: com amor e esperança. Só que não curei minha mãe. E sinto até hoje essa carga de culpa: fizeram-me para uma missão determinada e eu falhei. Como se contassem comigo nas trincheiras de uma guerra e eu tivesse desertado.
Sei que meus pais me perdoaram por eu ter nascido em vão e tê-los traído na grande esperança.

Mas eu, eu não me perdôo. Quereria que simplesmente se tivesse feito um milagre: eu nascer e curar minha mãe.
Então, sim: eu teria pertencido a meu pai e a minha mãe. Eu nem podia confiar a alguém essa espécie de solidão de não pertencer porque, como desertor, eu tinha o segredo da fuga que por vergonha não podia ser conhecido.


A vida me fez de vez em quando pertencer, como se fosse para me dar a medida do que eu perco não pertencendo.
E então eu soube: pertencer é viver. Experimentei-o com a sede de quem está no deserto e bebe sôfrego os últimos goles de água de um cantil. E depois a sede volta e é no deserto mesmo que caminho!

Clarice Lispector.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

O seu adeus...


Como pode tudo mudar de repente.
Um simples "NÃO" pra um, é um choque para o outro.
Pois junto ao "não" há muitas coisas envolvidas, implica uma série de acontecimentos.
O "não" acarreta uma lista de coisas a não se fazer mais.
Sentimentos... Não mais um abraço, um beijo, um toque.

Aprender um novo vocabulário.
Começar do zero.
E esquecer a intimidade antes obtida.

Como tudo ficou tão confuso!
Éramos conhecidos e por uma escolha de alguém agora somos completos estranhos.

Como pode tudo se tornar tão diferente em tão pouco tempo.
Um mundo que eu conhecia e era feliz, hoje já não existe mais, e como num passe obscuro de mágica foi destruído.
Tirado de mim aquele gostinho doce do amor.

Como eu era feliz!!! Isso não significa que não vou mais encontrar a felicidade.
Mas que vou ter de reaprender tudo.
Mas sou forte e capaz o bastante para reencontrá-la.

Certa vez alguém me disse mais ou menos assim: "Não deixe a outra pessoa ser responsável pela sua felicidade, faça a você mesma".
Então meus caros leitores...posso dizer-lhes que sou esforçada o bastante para redescobrir a minha.
Podem ter me privado de coisas, terem me cortado tudo o que eu tinha para oferecer.
Mais uma vez vos digo, sou capaz de seguir em frente.

Tem pessoas que dizem: "Não se ama apenas uma pessoa, outros amores virão."
Então recomeçarei de um novo ponto de partida.
Vou dar um tempo, apertar o botão reset da minha vida, e logo após seguido do botão start.

Pode ser difícil, bem nada é tão difícil assim, talvez prefira chamar de desafiador!
Isso é apenas o que eu acho que deva fazer.
Posso até me enterrar num pote de sorvete com muita cobertura, um top sundae e deixar papéis de bombons e embalagens de barra de chocolate espalhadas pela casa, chorar rios de lágrimas.
Eu sou humana e o meu balãozinho de conto de fadas foi estourado é claro que vou cair em prantos, sofrer. Mas sua repentina escolha do "NÃO" me pôs a pensar...

Vou ficar com os olhos inchados de tanto chorar, mas não vou me fechar para o mundo, nem me enterrar, porque vivi a minha vida toda numa bolinha de cristal por você, pra você, com um príncipe que achava que era encantado.
Então com licença que estou me retirando, porque o sol está brilhando lá fora e há muito o que se conquistar e explorar.

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Pensamentos...



Enquanto me preparava para dormir, antes de rezar, sim eu rezo :)

Eu fiquei pensando em várias coisas, alias sempre penso, e é sempre nessa hora que me vem as
inspirações de assuntos para esse blog.


Fiquei pensando em como nada pára quando eu páro...
Como quando eu fecho os olhos para dormir, tudo continua vivo...se mechendo, trabalhando, vivendo...

Quando desperto as coisas já não estão no mesmo lugar que as deixei...o sol já está lá fora, ou
então até já se foi...mas a energia ainda circula, tudo fica em movimento, é ate fascinante se pararmos para pensar nas coisas simples que a vida nos dá, que ela nos oferece.


Quando olho ao redor quanta coisa ainda que tinha de ser explorada, quanta vida ainda pra viver...e nossa meu abacateiro que ontem era apenas uma sementinha, hj ja tem quase um metro!!!

Às vezes o tempo passa e nem percebo.
Quando me dou conta tudo já aconteceu, tudo já se transformou.
A energia circulante lá fora mudou tudo de lugar.
Eu durmo e acordo e nada já nao é o mesmo. Mas até que é bom, assim a gente cria um ritmo para acompanhar um pouco esse tempo corrido.


Aprendi que nada nos espera, o tempo esta sempre correndo, a diferença está em você saber usá-lo, como vc ganha ou o desperdiça...a pergunta é "o que você faz dele?", ou pra retardar ou acelerar, não importa o quanto esteja fraco ou forte, nada pára nunca.E o melhor que se tem é viver, é não marcar hora, pode se haver contradições, mas certas vezes é bom viver sem olhar o tempo.

terça-feira, 27 de abril de 2010

Aos Anjos Guardiões



Meu Deus, permite que os bons Espíritos que me cercam
venham ao meu auxílio, quando me achar em sofrimento
e que me sustentem se desfalecer.
Faze, Senhor, que me incutam fé, esperança e caridade;
que sejam para mim um amparo, uma inspiração
e um testemunho da tua misericórdia.
Faze, enfim, que neles encontre eu a força que me falta
nas provas da vida e, para resistir as inspirações do mal,
a fé que salva e o amor que consola.
* Livro O Evangelho segundo o Espiritismo - Capítulo XXVVIII


Eu simplesmente adoro essa oração, e decidi compartilhar com vocês! Me faz lembrar de bons momentos de evangelização, me sinto segura como se estivesse numa bolinha de vidro que nunca se quebrará,me sinto leve como a brisa fresca em uma tarde de primavera, e confortadora como um abraço numa hora de precisão, fico calma e serena como se qdo estivesse tudo escuro, no instante momento viesse um pequeno feixe de luz e caisse ao chao formando uma esplendorosa luz suprema que nunca se termina :)

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Tédio...



Sem idéias no momento...
Tá um frio de lascar, estou enrolando meu nissin de bacon com o garfo e aparando na colherinha...
Hoje está tudo tão "reticente" bleh...
Acho que vou dar uns 'hs' G.G euheue

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Voltei :)

Sumii, mas calma já reapareci
Estava me escondendo dentro de minha conchinha
Buscando saber quem eu sou
Analisando-me
Resgatando-me
Depois de um momento turbulento, procurei abrigo dentro de mim mesma,
me resguardei, mas já me faço presente, e consciente de minha nova fase,
de meu novo viver.

Posso ate ter levado um tombinho, e ter ficado com os olhos vermelhos de tanto chorar.
Posso ate cair de novo, mas já sei como levantar!

segunda-feira, 29 de março de 2010

Broken Hearted Girl

Meu coração está partido,

Aprisionado no agouro destes versos,

Aonde chego ao cume, ao limite,

Deste imenso amor ao seu inverso.


Corro de mim, pois de ti já não consigo,

Já não resido no frescor de minha carne,

Só o tempo, só o tempo meu abrigo,

Aonde ecoam as doces preces que me nego.


Eu temo as noites, inquieta, como as temo,

Como me dói o ardor do alvorecer,

Carrega ele no silêncio e em suas cores,

Toda urgência das saudades de você.


O que dizer a garota emoldurada,

A pequenina que se perdeu nos pensamentos,

Na imensidão das palavras inacabadas,

E nos abismos dos olhares sentimentos...


by Analycorrea

terça-feira, 23 de março de 2010

Respira fundo e vai...


Cansei de viver estaguinada, desta rotina quadrada.

Quero ser livre e forte. Tal como a sininho, livre batendo asinhas pronta à voar.
Calma, serena, tranquila...voando como um passarinho. Solta e seguindo seu caminho sem ninguem a atravancar.
Decidida, leve como a brisa fresca.
Mais brilhante que o sol lá fora a raiar.

Intensa e correndo num ritmo livre quase a voar. Batendo asas vai longe e firme, fechando os olhos se entregando ao vento, vivendo o momento e aproveitando sua liberdade.
Está finalmente livre!
Passou de uma lagarta à uma pupa no casulo e se transformou em uma esplêndida borboleta...
De um passarinho preso em seu ninho à um pássaro livre com um mundo a explorar.
Passou a sentir o vento, e a ser o próprio vento, uma brisa ou um furacão, como decidir.
Passou a ter asas...
Enfim, passou a ser livre.
Pensou que isso seria impossível de se sentir, mas não, o que tinha que fazer era apenas se deixar ser respirar fundo e ir.

sexta-feira, 12 de março de 2010

Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.


Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa. Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua. Depois, mude de caminho, ande por outras ruas, calmamente, observando com atenção os lugares por onde você passa.
Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas. Dê os seus sapatos velhos. Procure andar descalço alguns dias.
Tire uma tarde inteira para passear livremente na praia, ou no parque, e ouvir o canto dos passarinhos.
Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda. Durma no outro lado da cama... Depois, procure dormir em outras camas.
Assista a outros programas de tv, compre outros jornais... leia outros livros.
Viva outros romances.
Não faça do hábito um estilo de vida. Ame a novidade.
Durma mais tarde. Durma mais cedo.
Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes, novos temperos, novas cores, novas delícias.
Tente o novo todo dia. O novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo jeito, o novo prazer, o novo amor. A nova vida. Tente.
Busque novos amigos.Tente novos amores. Faça novas relações.
Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes, tome outro tipo de bebida, compre pão em outra padaria. Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.
Escolha outro mercado... outra marca de sabonete, outro creme dental...
Tome banho em novos horários.
Use canetas de outras cores.
Vá passear em outros lugares. Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes. Troque de bolsa, de carteira, de malas, troque de carro, compre novos óculos, escreva outras poesias.
Jogue os velhos relógios, quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.
Abra conta em outro banco.
Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros teatros, visite novos museus.
Mude. Lembre-se de que a Vida é uma só.
E pense seriamente em arrumar um outro emprego, uma nova ocupação, um trabalho mais light, mais prazeroso, mais digno, mais humano.
Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as. Seja criativo. E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa, longa, se possível sem destino. Experimente coisas novas.
Troque novamente. Mude, de novo. Experimente outra vez. Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores do que as já conhecidas, mas não é isso o que importa. O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia.
Só o que está morto não muda ! Repito por pura alegria de viver: a salvação é pelo risco, sem o qual a vida não vale a pena!!!

( Clarice Lispector, Edson Marques...? Já o vi com o nome de diversos autores. Mas o que realmente importa o quão lindo é este texto que nos faz refletir, nos anima e nos inspira para um novo viver, para um pleno viver :D )

quinta-feira, 11 de março de 2010

Eu, Modo de Usar


Pode invadir

Ou chegar com indelicadeza,
Mas não tão devagar que me faça dormir.
Não grite comigo, tenho o péssimo habito de revidar...

Toque muito em mim
Principalmente nos cabelos
E minta sobre a nocauteante beleza.

Tenha vida própria,
Me faça sentir saudades,
Conte algumas coisas que me façam rir...
Viaje antes de me conhecer,
Sofra antes de mim para reconhecer-me...
Acredite nas verdades que digo
E também nas mentiras, elas serão raras
e sempre por uma boa causa.

Respeite meu choro,
Me deixe sozinha,
Só volte quando eu chamar e,
Não me obedeça sempre
que eu também gosto de ser contrariada
Então fique comigo quando eu chorar, combinado?

Me conte seus segredos...
Me faça massagem nas costas
Não fume,
Beba,
Chore,
Eleja algumas contravenções.
Me rapte!
se nada disso funcionar...
Experimente me amar!

Martha Medeiros

terça-feira, 2 de março de 2010

What a feeling


Ela abriu seus olhos e sentiu um vazio em seu peito...

Podia ver o céu nublado, pela janela entreaberta.

Parecia que aquele dia iria começar cinza,

Puxou seu edredom pra perto e se viu em bolinha entrelaçado nele

Aquele ventinho veio em seu rosto...

E ela já descobrira que era hora de acordar, de se levantar, e encarar mais um dia 'pulsante'.

Então ela fica sentada em sua cama macia, olha pela janela mais uma vez, caminha em direção ao banheiro, olha seu reflexo no espelho, fica face a face consigo mesma...

Sente como se fosse adormecer novamente, seus pés descalços no chão frio, e aquele vazio apertando seu coração, esmagando tudo por dentro.

“-- O que será que há de errado? Que sentimento é esse, que vazio é esse que eu sinto em mim?” Ela se questiona.

Perguntas sem respostas, soltas ao vento, seria a dor de uma saudade? Um coração partido?Uma vida vazia?

Não sei, pouco se sabe dessa menina misteriosa, que ao se encarar no espelho, às vezes chora, e sente um vazio indescritível.

Eis que no instante seguinte surge um sopro mais ameno e afável em seu ouvido, um ventinho acalentador. Seria um conforto divino? Seu anjo da guarda? Uma prova de que não estaria sozinha, de que mesmo sofrendo, e repleta de anseios, ainda teria que tirar forças de algum lugar , no fiozinho pulsante de seu coração,para continuar vivendo, e não se inclinar para uma situação difícil. Era tudo que ela precisara pra expulsar essa corrente fria que prendia sua alegria de viver.

E no mesmo instante se lembrou de que sua avó vivia lhe dizendo:

“Minha filha mesmo que nada vá bem, se lhe perguntarem, diga que está tudo okay, e lhe retribua um sorriso.”

Antes ela não entendera, agora tudo lhe fazia sentido.Porque, para muitos a felicidade de alguém, a prosperidade de alguém é motivo para outros provinciarem o mal.

Assim como um dia cinza e um sopro gelado lhe empurrou pro chão, uma brisa quente lhe puxou de volta, e lhe mostrou que sempre tem outro dia, que se viva um dia de cada vez, que o sol, sempre reinará, que ele pode não estar sempre brilhante,ou então estar escondido entre as nuvens,mas que ele existe.

A combinação acalentadora do sopro ameno, e de pensamentos bondosos e conselhos benevolentes, serviram para lhe trazer de volta para um mundo mais cheio de vida e colorido. Para lhe trazer de volta sua alegria de viver, mesmo em dias difíceis que custam a passar, eis que irá surgir uma brisa leve e o sol forte volta a brilhar.

E daquele momento em diante, ela se sentiu mais viva, e de uma forma inenarrável, sentiu sua vida triunfar, era mais um dia pulsante, mas dessa vez pulsava com entusiasmo, com vontade de viver, de sentir, de voar, de experimentar uma vida serena, de viver intensamente.

E o cinza se tornou colorido, o opaco radiante, e a lagrima de tristeza se transformou em um choro de alegria. E assim foi vivendo, e assim se tornou feliz. Um passo de cada vez, cada coisa em seu lugar.

Aprendeu que momentos de tristeza existem, que às vezes é normal se desesperar, mas que não é necessário nem saudável fazer da nossa vida um vale de lagrimas e nos deixar afogar nesse mar sombrio.

domingo, 14 de fevereiro de 2010

If I can Dream...

Deve haver luzes mais brilhantes em algum lugar, Tem que haver pássaros voando mais alto no céu mais azul. Se eu posso sonhar com uma terra melhor, Onde todos os meus irmãos caminham de mãos dadas, diga-me: por que meu sonho não pode se realizar.

Deve haver paz e compreensão muito breve, Ventos fortes que motivam a esperança De empurrar para longe a dúvida e o medo. Se eu posso sonhar com um sol mais brilhante Que ilumine a esperança sobre todo o mundo, Diga-me: acaso não é usual que o sol apareça?

Estamos perdidos numa nuvem espessa de chuva, Estamos presos num mundo perturbado pela dor. Mas enquanto um homem tiver forças para sonhar, Ele pode libertar sua alma e voar.

No fundo do meu coração há uma pergunta ansiosa Mas estou certo que a resposta virá de alguma forma Lá fora no escuro há uma vela acenando E enquanto eu puder pensar, enquanto eu puder falar Enquanto eu puder ficar em pé, enquanto eu pude andar, Enquanto eu puder sonhar, por favor Deixem meu sonho se tornar realidade.

If I can Dream - Elvis

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Meu mundinho poá :)


I love it, i need it, i want it!!!! ohh my polka World!!! Gente, depois de quase duas semanas, volteii :) Resolvi mostrar minha paixão, aii eu sou louca por coisas de bolinhas, mais conhecido como "poá" vestido,xícara, estampa de caderno, fundinho decorado, unhas.. Eu adoro esse universo anos 60!!! Amo as roupas de antigamente, as músicas, praticamente tudo, a magia dessa época me fascina. Tem coisa mais fofa que um vestidinho rodado, um lacinho no cabelo, e aquele peep toe, que dá um charme?

sábado, 30 de janeiro de 2010

" E tudo mudou...



O rouge virou blush
O pó-de-arroz virou pó-compacto
O brilho virou gloss

O rímel virou máscara incolor
A Lycra virou stretch
Anabela virou plataforma
O corpete virou porta-seios
Que virou sutiã
Que virou lib
Que virou silicone

A peruca virou aplique, interlace, megahair, alongamento
A escova virou chapinha
"Problemas de moça" viraram TPM
Confete virou MM

A crise de nervos virou estresse
A chita virou viscose.
A purpurina virou gliter
A brilhantina virou mousse

Os halteres viraram bomba
A ergométrica virou spinning
A tanga virou fio dental
E o fio dental virou anti-séptico bucal

Ninguém mais vê...

Ping-Pong virou Babaloo
O a-la-carte virou self-service

A tristeza, depressão
O espaguete virou Miojo pronto
A paquera virou pegação
A gafieira virou dança de salão

O que era praça virou shopping
A areia virou ringue
A caneta virou teclado
O long play virou CD

A fita de vídeo é DVD
O CD já é MP3
É um filho onde éramos seis
O álbum de fotos agora é mostrado por email

O namoro agora é virtual
A cantada virou torpedo
E do "não" não se tem medo
O break virou street

O samba, pagode
O carnaval de rua virou Sapucaí
O folclore brasileiro, halloween
O piano agora é teclado, também

O forró de sanfona ficou eletrônico
Fortificante não é mais Biotônico
Bicicleta virou Bis
Polícia e ladrão virou counter strike

Folhetins são novelas de TV
Fauna e flora a desaparecer
Lobato virou Paulo Coelho
Caetano virou um chato

Chico sumiu da FM e TV
Baby se converteu
RPM desapareceu
Elis ressuscitou em Maria Rita ?
Gal virou fênix
Raul e Renato,
Cássia e Cazuza,
Lennon e Elvis,
Todos anjos
Agora só tocam lira...

A AIDS virou gripe
A bala antes encontrada agora é perdida
A violência está coisa maldita!

A maconha é calmante
O professor é agora o facilitador
As lições já não importam mais
A guerra superou a paz
E a sociedade ficou incapaz...

... De tudo.

Inclusive de notar essas diferenças"

(Luis Fernando Veríssimo)

Pra começar, um tímido oi..hehe

Aii aii, nem sei por onde e como começar, pensando bem acho que primeiramente vou dar um oi :)
OOOI, oláaa leitores...
Bem dá pra notar meu entusiasmo não? hihihi, há tempos eu sentia a necessidade de criar uma página na net, pra desabafar um pouco, pra compartilhar coisas, que eu gostava,e ou dizer o que não me agradava tanto.
Comecei pelo orkut, mas aquilo foi ficando pequenino para mim, pq quero ir além de poucos caracteres oferecidos (risos). Apesar de ser uma canceriana que tipicamente é tímida...na escrita e leitura eu me liberto, como diria a inenarrável Clarice "A palavra é meu domínio sobre o mundo."
Espero que apreciem este blog, e que sejam bem vindos leitores, podem entrar e se sentirem confortáveis a casa ou melhor o blog é de vocês também!!